Adote Um Gatinho prorroga campanha que arrecada fundos para comprar sede

Por SÍLVIA HAIDAR

Com 12 anos de existência e mais de 7.000 animais resgatados, a ONG paulistana Adote Um Gatinho ainda não possui um imóvel próprio. Por isso, no final de 2014, foi lançada a campanha “Doe Um Tijolinho”, que pretende arrecadar fundos para a compra de uma sede.

 

Atualmente a ONG cuida de mais de 350 gatos que estão em tratamento ou esperando para serem adotados. Eles são alojados no abrigo, que fica em um imóvel alugado, ou na casa de voluntários.

 

“Queremos ter um patrimônio sólido para que a ONG siga em frente quando não estivermos mais aqui, pois não somos eternas”, diz Susan Yamamoto, uma das fundadoras da Adote Um Gatinho.

 

X

 

A ONG sobrevive apenas de doações e de eventos que promove. Além de pagar o aluguel, o dinheiro arrecadado é usado para comprar ração e custear castração, cirurgias, vacina e tratamento para os bichinhos.

 

A campanha, que terminaria no dia 24 de julho, foi prorrogada até 23 de agosto para atingir a meta de R$ 150 mil – até agora, 76% dessa quantia foi arrecadada.

 

Para participar, basta acessar a página da ação no site Kickante e escolher com quantos tijolinhos você pode ajudar. Os valores vão de R$ 30 a R$ 10 mil e, entre as recompensas, está uma visita ao abrigo atual da ONG.