Conheça Nitama, a nova gata chefe de estação de trem no Japão

Por SÍLVIA HAIDAR

Nitama, uma gatinha de 5 anos, é a nova chefe da estação de trem Kishi, em Kinokawa, no Japão.

 

Ela substitui Tama, que morreu em 22 de junho, aos 15 anos, e ocupava o cargo desde 2007.

 

 

 

Nitama é apresentada como a nova chefe da estação de trem Kishi, no Japão (Reprodução/Instagram/suni_sunie)
Nitama é apresentada como a nova chefe da estação de trem Kishi, no Japão (Reprodução/Instagram/suni_sunie)

 

Tama era considerada responsável por salvar a empresa ferroviária Wakayama Electric Railway da falência. Ela vivia na estação e era alimentada por passageiros e pelo gerente do local.

 

Em 2007, passando por problemas financeiros, a companhia resolveu unir o carisma de Tama à adoração que os japoneses têm pelos felinos e elegeu a gatinha chefe da estação. O objetivo era atrair mais passageiros e turistas.

 

A ideia deu certo, o número de visitantes aumentou e a empresa não precisou fechar as portas. Pelo contrário: agora contava com Tama, que recepcionava os passageiros com seu chapéu de maquinista.

 

A morte de Tama, em junho, comoveu os frequentadores do local. O funeral da gatinha reuniu 3.000 pessoas e seguiu os preceitos da religião xintoísta.

 

Agora, após os 50 dias de luto exigidos pelo xintoísmo, Mitsunobu Kojima, presidente da Wakayama Electric Railway, anunciou oficialmente Nitama como sucessora de Tama.

 

Nitama é fotografada no colo de Mitsunobu Kojima, presidente da Wakayama Electric Railway, durante a cerimônia de posse (Reprodução/Instagram/masami_furu)
Nitama é fotografada no colo de Mitsunobu Kojima, presidente da Wakayama Electric Railway, durante a cerimônia de posse (Reprodução/Instagram/masami_furu)

Kojima disse que decidiu nomear Nitama como nova chefe da estação porque ela foi treinada diretamente por Tama. Sim, Nitama foi pupila de Tama: ela trabalhou por um tempo como chefe de estação em Idakiso e, em 2012, tornou-se vice de sua antecessora em Kishi.

 

Mesmo com toda essa experiência, Nitama precisou passar por um processo seletivo e vencer outros candidatos que se inscreveram no concurso que foi aberto para escolher o novo chefe da estação.

 

Segundo a companhia ferroviária, Nitama também se formou na “Cat Stationmaster Training School” e demonstrou uma “atitude relaxada” para trabalhar com público e habilidade para usar chapéu.

 

X