Rede social exclusiva para gatos diverte e promove adoção de bichanos

Por SÍLVIA HAIDAR

Que os gatos dominam a internet nós já sabemos. Mas agora o Hashcat, uma nova rede social só para felinos, reúne fotos, medalhas e até jogos em um único canal.

O aplicativo gratuito pode ser baixado na Google Play, para celulares de sistema Android, e na App Store, para iOS. O dono do bichinho cadastra inicialmente um perfil próprio e, dentro dele, pode criar perfis para todos os seus gatos.

X

O Hashcat funciona como o Instagram: o usuário pode seguir diversos perfis de gatos, comentar e postar fotos. Além disso, na função jogo, é possível filtrar uma categoria (por exemplo, #preguiçoso) e se deparar com imagens de dois gatinhos cadastrados nessa hashtag para escolher o melhor.

As fotos mais votadas são ranqueadas semanalmente e geram medalhas para os gatos vencedores. O seu bichano pode ser eleito o #chefão da semana, o mais #malhumorado da cidade ou ter a melhor #selfie do Brasil. O campeão é eleito “Cat Norris”, título inspirado em Chuck Norris, nome do gatinho de Ivan Viragine, um dos desenvolvedores do app que também tem uma gatinha chamada Angelina Jolie.

“A ideia por trás do jogo é que as pessoas possam brincar sem ter que seguir os gatos, sem o compromisso de uma rede social”, explica Viragine.

O desenvolvimento do aplicativo é da Verde Source, startup de Brasília que chega ao mercado de apps com o Hashcat.

Além da diversão, o aplicativo também estimula a adoção de gatos. Por ser gratuito, o Hashtag terá alguns recursos de publicidade: a cada dez ou 20 fotos visualizadas, aparecerá uma propaganda paga e uma espontânea, que será de uma ONG localizada na região de cadastro do usuário.

Cinco organizações e grupos de adoção já são parceiros da plataforma: Catland, Projeto Viva Gato, Associação Quatro Patinhas, Confraria dos Miados e Latidos e Árvore de Noé.

Aliás, para estimular a adoção de gatinhos sem raça definida, a primeira seleção de gatos disponível nos filtros do ranking é “sem raça definida”. “Assim as pessoas poderão ver que são gatinhos ótimos, divertidos e que não são de raça”, diz Viragine.

“Nossa ideia também é ter um perfil oficial e nele fazer alguns posts semanais que passem esse tipo de informação: por exemplo, a foto do gato mais bonitinho e sem raça definida da semana ou de gatos que estão disponíveis para adoção”, afirma.

Perfil da gatinha Gigi na rede social Hashcat (Divulgação/Hashcat)

Perfil da gatinha Gigi na rede social Hashcat (Divulgação/Hashcat)