Gatinho preto de sete meses é o primeiro animal a ser adotado no novo CCZ de São Paulo

Por SÍLVIA HAIDAR

Um gatinho preto de sete meses foi o primeiro animal a ser adotado no novo CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) de São Paulo, inaugurado nesta sexta-feira (29) pelo prefeito Fernando Haddad e pelo secretário municipal da Saúde Alexandre Padilha.

O bichano foi adotado na manhã deste sábado (30) por Alexandra Vieira e sua filha Júlia, de 12 anos.

“Já tivemos a primeira experiência com a minha sobrinha, que adotou a gatinha dela também no CCZ. Como deu tudo certo, pensamos em vir aqui”, conta Alexandra Vieira à página da Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo.

A menina Júlia Vieira segura no colo o gatinho que adotou no CCZ neste sábado (Divulgação)
A menina Júlia Vieira segura no colo o gatinho que adotou no CCZ neste sábado (Divulgação)

O novo CCZ fica na avenida Santos Dumont, 1.850, em Santana, na zona norte. O espaço possui 30 canis e 24 gatis. Neles, os animais são disponibilizados para adoção em um ambiente ecologicamente sustentável, com sistema de captação de água da chuva para lavagens e irrigação, ventilação e iluminação natural e artificial de LED.

“Temos cerca de 350 animais aqui no CCZ e, com este novo núcleo, esperamos que mais pessoas venham visitar e possam adotar”, afirma Padilha.

As novas acomodações permitem a interação dos possíveis adotantes com os animais disponíveis. Além disso, o prédio tem centro cirúrgico e infraestrutura necessária para preparar os animais resgatados para a adoção.

“O novo CCZ vai facilitar a vida do morador que quer adotar um animal e dos bichos, que têm melhores condições de espera pela adoção”, disse Haddad.

Gatinhos disponíveis para adoção no CCZ de São Paulo (Divulgação)
Gatinhos disponíveis para adoção no CCZ de São Paulo (Divulgação)

Posse responsável

Quem procura o CCZ para iniciar o processo de adoção deve começar com uma visita ao canil ou gatil. É preciso apresentar RG, CPF e comprovante de residência.

No CCZ, os funcionários apresentam os animais e realizam uma entrevista informal para conhecer o adotante. Durante o processo, adotante e o animal têm a chance de se conhecerem e interagir.

Após escolha do animal, o interessado é submetido a uma avaliação por meio de um questionário para garantir que o gato ou o cão será adequado ao espaço físico e à composição familiar da nova casa. Depois, o responsável assina um termo de compromisso de adotante. O animal é entregue castrado, vacinado, microchipado, vemifugado e registrado. A taxa de adoção é de R$ 18,50.

Saiba mais sobre o processo de adoção no Centro de Controle de Zoonoses de São Paulo: www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/saude/vigilancia_em_saude/controle_de_zoonoses

Gatinho aguarda adoção no CCZ de São Paulo (Divulgação)
Gatinho aguarda adoção no CCZ de São Paulo (Divulgação)