Como alimentar vários gatos sem causar brigas? Confira dicas de veterinário

Por SÍLVIA HAIDAR

Patadas, grunhidos, uma patinha puxando um pote de cá, um “fuuuu” de lá. Essas são cenas comuns no cotidiano de quem tem mais de um gato em casa.

Claro que essas atitudes durante as refeições dependem da personalidade dos gatinhos. Em muitos casos, a hora da alimentação pode ocorrer tranquilamente. Mas quando os bichanos são mais ciumentos com a comida, eles podem querer incorporar um leão defendendo a caça.

De acordo com o veterinário Marcello Machado, da Max em Ação, uma solução para evitar brigas é separar os gatinhos na hora de comer. “Se isso for muito difícil, você pode apenas observá-los enquanto comem e dar voz de comando ao animal que quiser pegar a ração do outro”, diz Machado. Segundo ele, é importante que seja um comando curto, claro, e sem gritos ou agressões.

Alimentar cada gatinho separadamente é uma das dicas para evitar confusões (Reprodução/Instagram/12catslady)
Alimentar cada gatinho separadamente é uma das dicas para evitar confusões (Reprodução/Instagram/12catslady)

O tutor também pode servir a ração em lugares diferentes da casa, cada um em um local mais atrativo para um dos felinos. Pode ser ao lado de qualquer coisa que o gatinho goste, como dentro da casinha dele ou próximo a um local de brincadeiras favorito. “Ou seja, atraia cada gato para um cantinho diferente”, sugere Machado.

A dica de separar os gatinhos é especialmente importante quando um deles precisa de alimentação especial. Isso impede que o felino coma uma ração que não é indicada para ele, por exemplo.

O veterinário diz também que não é indicado deixar ração à vontade durante o dia todo, principalmente quando não há nenhum humano em casa para ficar de olho no que os bichanos estão aprontando. Eles podem brigar, ou um não deixar o outro comer, por exemplo. Uma dica é regular os horários da alimentação para quando você estiver presente.

E se um dos animais for obeso? “Coloque a ração comum no alto e a ração do gato gordinho em um local mais baixo. Assim, o bichano acima do peso vai, provavelmente, procurar a que estiver no local de acesso mais fácil, devido ao fato de cansar-se mais rápido”, explica Machado.

Outra dica é colocar a comida para o gato mais magrinho em uma ‘casinha’ ou passagem de papelão, onde o gato gordinho não consiga passar.

Machado ressalta que o momento de alimentação é muito delicado para os felinos, por isso é importante ter paciência ao fazer mudanças ou tentar educar um gatinho.