Gatos podem ficar mais saudáveis se precisarem se esforçar para encontrar a comida

A gatinha Nina
SÍLVIA HAIDAR

Sabe o seu gatinho preguiçoso e comilão? Geneticamente ele não é muito diferente do seu antepassado evolutivo, o Felis silvestris (nossos bichanos, o Felis silvestris catus, são uma subespécie dele). Ou seja, apesar de passar o dia todo no sofá, o seu bichano ainda tem dentro dele aquele instinto de caça –afinal, aquelas baratinhas, lagartixas e outros “presentinhos” não surgem à toa.

Claro que o mais seguro para os nossos bebês é ficar dentro de casa e comer apenas a ração ou o alimento indicado pelo veterinário. Porém, essa vida caseira e tranquila pode causar alguns probleminhas como obesidade, diabetes e até estresse.

De acordo com uma pesquisa feita pela Universidade da Califórnia em Berkeley, publicada na revista acadêmica Journal of Feline Medicine and Surgery, uma maneira de deixar seu gato mais ativo é servir a comida em recipientes em que ele tenha que fazer um certo esforço para pegar o alimento.

Uma dica é colocar a comida dentro de uma caixa de pizza fechada, mas com furos largos o bastante para o bichano introduzir a pata e puxar a ração. Outra alternativa é colocar a comida dentro de um saco de pão ou em uma caixa de papelão com aberturas. Também há comedouros do tipo que “escodem” a ração à venda no mercado.

Veja no vídeo abaixo como um gato pode “caçar” a ração dentro de uma caixa de pizza.

Os pesquisadores fizeram o teste com trinta gatinhos e observaram perda de peso e redução do estresse, entre outros benefícios.

O objetivo de dificultar o acesso ao alimento é que o gato exerça seu instinto de caça e brinque ao mesmo tempo. Claro que nem todas as refeições precisam ser servidas assim. Pode deixar o gatinho comer também direto da tigela preferida dele.

O ideal é consultar o veterinário para saber se a prática de “esconder” a comida pode ser benéfica para o seu bichano.

Veja no vídeo abaixo como funciona a “caça” com um saco de pão.